Skip to main content

Agnatas, vizinhos e amigos: variantes da vicinalidade em África, Europa e América

Pina-Cabral, Joao (2014) Agnatas, vizinhos e amigos: variantes da vicinalidade em África, Europa e América. Revista de Antropologia, São Paulo, USP, 57 (2). pp. 23-56.

Abstract

Neste ensaio, pretendo descrever sucintamente três tipos de vicinalidade e mostrar que eles remetem a lógicas muito diferentes tanto de agregação familiar como de narrativização dos laços de parentesco. No caso da costa leste de África, a linguagem da descendência agnática encobre uma pluralidade de lógicas de agregação familiar. Assim, ela realiza uma mediação entre o sistema familiar e os níveis mais abrangentes de organização política. No noroeste português, a lógica da residência é dominante e há um corte fundamental entre vida familiar e o nível básico de organização política, que é a freguesia. Não existe um princípio de descendência e o sistema de parentesco é teoricamente bilateral – apesar do seu forte pendor uxorilateral. Tal significa que as relações supradomésticas não podem ser descritas como dando azo a entidades de ação coletiva e são subsumidas debaixo da categoria polissêmica abrangente de “família”.

Item Type: Article
Uncontrolled keywords: vicinalidade, linhagem, casa, família, Moçambique, Portugal, Brazil, matrifocalidade, uxorilateralidade
Subjects: G Geography. Anthropology. Recreation
G Geography. Anthropology. Recreation > GN Anthropology
Divisions: Faculties > Social Sciences > School of Anthropology and Conservation
Faculties > Social Sciences > School of Anthropology and Conservation > Social and Cultural Anthropology
Depositing User: Joao Pina-Cabral
Date Deposited: 10 Nov 2016 17:43 UTC
Last Modified: 29 May 2019 18:10 UTC
Resource URI: https://kar.kent.ac.uk/id/eprint/58549 (The current URI for this page, for reference purposes)
Pina-Cabral, Joao: https://orcid.org/0000-0002-7180-4407
  • Depositors only (login required):

Downloads

Downloads per month over past year